gringsalimentos
 
‹ voltar

Por que chá de hibisco emagrece?

17/05/2017

Com sabor suave de framboesa proporciona vários efeitos positivos no organismo: impede a formação de novas células de gordura, facilita a digestão, regulariza o intestino e combate a retenção de líquido. Ou seja, é um aliado e tanto na perda de peso.

Possui alta concentração de antocianina, pigmento da família dos flavonoides, que tem ação antioxidante (tira boa parte dos radicais livres de cena) e anti-inflamatória (combate a inflamação das células, permitindo que elas voltem a exercer totalmente suas funções), exercendo função detoxificante.

Outras substâncias (enzimas e mucilagens) presentes na planta agem em áreas diferentes. No estômago, facilitam a digestão; no intestino, impedem parte da absorção do carboidrato e da gordura dos alimentos; e nos rins, anulam temporariamente a ação do hormônio antidiurético, quando o organismo aproveita para se livrar do excesso de líquidos. O hibisco ainda tem vitamina C, que diminui a pressão na parede dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação, e cálcio, mineral importantíssimo para os ossos.

O chá de hibisco é feito das flores e botões do Hibiscus sabdariffa, espécie diferente daquela ornamental, comum nos jardins.

Recomendação:

– Além do chá de hibisco (1 litro ou 5 xícaras por dia), beba água (no mínimo 1 litro) no intervalo das refeições.

Modo certo de fazer o chá:

Leve um 1 litro de água ao fogo. Assim que começar a levantar as primeiras bolhinhas, acrescente 2 colheres (sopa) cheias do hibisco seco (ou 2 sachês). Desligue o fogo, tampe e deixe descansar por 5 minutos (10 no máximo). Coe em seguida. Evite voltar a aquecer para não diminuir os efeitos terapêuticos da planta.

Como o hibisco ajuda a emagrecer?

O Chá de Hibisco foi alvo de estudo publicado no Journal of Ethnopharmacology da Sociedade Internacional de Etnofarmacologia. Nele, os pesquisadores afirmam que a bebida é capaz de minimizar a adipogênese. Traduzindo: a planta dificulta o processo no qual células pré-adipócitas amadurecem e se transformam em adipócitos aptos a estocar gordura no corpo.

Apesar de a substância que participa desse mecanismo ainda não estar muito clara, há boas chances desse efeito ser proporcionado por uma poderosa ação antioxidante da antocianina e quercetina.

E por falar em quercetina, esse mesmo elemento presente no Chá de Hibisco está relacionado ao efeito diurético dele. É o que afirma o estudo citado anteriormente.

Já uma pesquisa divulgada pela Planta Medica (Society for Medicinal Plant and Natural Product Research) demonstrou que o Hibisco age na aldosterona. Isso significa interferir no hormônio secretado pelas glândulas suprarrenais que equilibram o balanço de eletrólitos do corpo, proporcionando melhor capacidade diurética.

Mais vantagens no consumo do Chá de Hibisco:

·                     Controle da pressão arterial: estudo publicado no Journal of Nutritiondemonstrou que o Chá de Hibisco ajuda a baixar a pressão arterial.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores observaram 65 pacientes, e acreditam que o benefício é proporcionado por alguns dos flavonoides encontrados na bebida.

·                     Colesterol controlado: o Chá de Hibisco está ligado à redução do colesterol LDL (em 8%) e aumento do HDL, o colesterol bom, em 16,7%.

Isso de acordo com pesquisa divulgada no Journal of Alternative and Complementary Medicine, a partir de acompanhamento de 53 pessoas portadoras de diabetes.

Ou seja, o Chá de Hibisco é apontado como elemento influente na proteção das artérias e do coração. Para exercer a função reguladora do colesterol, a orientação é ingerir um copo (200 ml) de Chá de Hibisco por dia, sendo que cada copo deve conter de 4 a 6 gramas da flor seca. O correspondente a uma colher (chá) ou dois a três pacotinhos.

·                     Cérebro em dia: como é rico em vitaminas B1 e B2, o Chá de Hibisco tem participação na captação de energia nas células, em especial na otimização do metabolismo do oxigênio e da glicose, principais fontes de combustível celular.

E um detalhe importante nisso tudo é que a vitamina B1 é fundamental para as células que formam nosso cérebro, os neurônios.

 

Chá de Hibisco: forma de usar, indicações e precauções:

O Chá de Hibisco é feito da flor Hibiscus Sabdariffa, mais precisamente do cálice do botão seco dela. Mas não é aquele tipo encontrado em jardins.

Esse cálice é fonte importante de riboflavina (vitamina B2) – que colabora com a saúde dos ossos, pele e cabelos, e a tiamina (vitamina B1).

Só não vai exagerar na dose, seja qual for o objetivo, pois o consumo excessivo de Chá de Hibisco pode fazer com que a pessoa elimine eletrólitos além do normal. O que comprometeria o bom funcionamento do corpo, levando à desidratação.

Gestantes e lactantes devem evitar o Chá de Hibisco, já que estudos preliminares indicam que a bebida é capaz de interferir na estrutura dos genes do bebê, ocasionando problemas.

Consulte sempre seu médico e um nutricionista para tirar todas as dúvidas e receber orientação profissional.